A origem do Black Friday e a razão de não fazer sentido no Brasil

BlackfridayO termo Black Friday já é um velho conhecido do consumidor estadounidense. Trata-se de uma data onde as lojas queimam os seus estoques, visando repor mercadorias mais apropriadas para as vendas de Natal.

Ocorre sempre na primeira sexta-feira após a comemoração do Thanksgiving Day (dia do perdão) que por sua vez é comemorado na quarta quinta-feira de novembro.

O Black Friday é considerado como o início do período das compras de Natal. Para evitar que as compras se acumulem nas datas próximas à festa natalina, evitando a superlotação no período.

As explicações para a origem do nome são muitas, mas a mais plausível afrima que as empresas de varejo costumavam trabalhar no vermelho (prejuizo) de Janeiro a Novembro e, ao final do mês, após o dia do perdão, quando as pessoas iam às lojas para fazer suas compras de Natal, o comércio revertia o prejuizo, voltando a trabalhar no que eles chamavam de preto (Black).

Assim, nesse dia os varejistas ofereciam grandes descontos para que as pessoas antecipassem suas compras e os lojistas entrassem no lucro.

Até hoje, se utiliza a data apesar de não ser mais aceitável que no século XXI um varejista trabalhe com prejuizo durante 11 meses do ano e reverta a situação em apenas um dia.

Mas muitas redes afirmam que em apenas esse dia os lucros podem aumentar em 20 a 30% do que era previsto para o ano.

As lojas sempre costumaram abrir mais cedo neste dia. Assim, a maioria das redes permitia que os consumidores entrassem a partir da seis da manhã.

Com o advento e crescimento da Internet, no entanto, os sites iniciaram suas campanhas de Black Friday a partir das 00:00 da sexta feira, o que obrigou as lojas físicas a acompanharem o horário.

Nos Estados Unidos verdadeiras multidões se dirigem às lojas para efetuar suas compras, já que os descontos são substanciais e reais.

Brasil

No Brasil, a dat vem sendo utilizada pelas redes de varejo virtuais e algumas físicas, mas tem sido motivo de chacotas nas redes sociais.

O primeiro motivo é que os descontos oferecidos, nem sempre são reais.

Em muitos casos se notou que as lojas aumentavam o preço algumas semanas antes para darem o desconto e voltar ao preço antigo na Black Friday. Isso gerou a frase “Black Friday: Tudo pela metade do dobro do preço”, que os internautas trataram de transformar em viral.

O segundo motivo de não haver sentido da data no Brasil, é que comemorar um dia após o dia do perdão, em um país que nem faz ideia do que seja o dia do perdão, o que significa e quando se comemora… é ao menos irônico.

Esperamos no entanto, que um dia acreditemos realmente que a sexta feira negra traga descontos reais ao consumidor brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.