Centro Universitário Eniac promove conferência de Comunicação e Marketing

O Centro Universitário Eniac promoveu conferência de comunicação e Marketing no último dia 12. Com coordenação geral do professor José Carvalho e organização do professor Jacques Miranda, O evento, cujo tema foi “Convergência é a nova inteligência” contou com 3 curadores que promoveram a palestra e discussão de vários assuntos pertinentes à área.
A Curadora Fabiana Patti convidou a Professora Neli Demonico de Mello para discursar sobre a Fotografia na Publicidade nas novas mídias.
O Curador Daniel Portillo Serrano Convidou o empresário Ricardo Zacho, sócio da agência MZCLICK para discutir com os presentes a Publicidade e Propaganda através do Google.
O Curador Jacques Miranda convidou a Professoraa Mel Cipolla para palestrar sobre as ferramentas de performance na comunicação corporativa.
Com presença massiva de alunos e profissionais da área o evento se mostrou um sucesso de crítica e público e dá pistas que deve ocorrer em sua segunda versão, em breve.

6 dicas para criar um assunto de e-mail marketing poderoso

Somos impactados por dezenas de e-mails marketing todos os dias e por isso, sem o cuidado devido sua mensagem pode ir parar na lixeira em um clique. Estudos mostram que é necessário apenas 3 segundos para captar a atenção do seu cliente, por isso, investir em estratégias para o assunto é fundamental. Confira 6 dicas para criar um assunto de e-mail campeão!

Somos impactados por dezenas de e-mails marketing todos os dias. Logo no início da manhã nos deparamos com pelo menos 70 mensagens não lidas na caixa de entrada. Uma rápida olhada nas mensagens e começamos com um processo de exclusão em massa de e-mails que nem ao menos lemos, esbarrando no primeiro obstáculo de qualquer profissional de marketing: a escolha do remetente e do assunto ideal.

Essa é uma das partes mais importantes do seu conteúdo. Sem o cuidado devido, sua mensagem pode ir parar na lixeira em um clique. Estudos mostram que é necessário apenas 3 segundos para captar a atenção do seu cliente, por isso, investir em estratégias para o assunto é fundamental. Confira abaixo 6 dicas para criar um assunto de e-mail campeão:

1-Personalize seu assunto

A maioria dos profissionais de marketing possuem uma rica base de contatos com dados diversos dos clientes que não são usados de forma efetiva nas campanhas enviadas. Que tal personalizar seu assunto com o nome do seu cliente? Confira alguns estilos de textos que podem aumentar sua taxa de abertura:
-Ei ##nome##, que bom te ter por aqui!
-Dicas exclusivas para você, ##nome##
-Não desista de mim, ##nome##

Você ainda pode usar as preferências ou estilos do seu cliente. Vamos a um exemplo: Se você tem um petshop que atende gatos ou cachorros de pequeno e grande porte, seu conteúdo pode ser personalizado a partir do tipo de animal do seu cliente:

-Seu grandão vai adorar essa novidade!
-O miau vai ficar feliz com esse presente
-A coleira certa para o seu pequeno

2- Use verbos (call to actions)

O assunto do seu e-mail funciona como uma chamada importante do assunto que você vai falar. O importante é tentar deixar (sempre que possível) a ideia clara da ação que seu cliente poderá fazer com o e-mail. Por isso, procure usar verbos como: conheça, assista, encontre, baixe, etc. Abaixo listamos alguns exemplos de como você pode usar esses verbos nas suas campanhas:
-Baixe aquele ebook que você tanto queria..
-Convide um amigo pro clube e ganhe R$15 off
-Conheça os queridinhos da semana

3- Evite palavras “spam”

No meio de 70 mensagens na caixa de entrada, o consumidor saberá identificar rapidamente os conteúdos irrelevantes ou que querem vender algo que não seja do seu interesse. Por isso, evite usar palavras clichês como: de graça, oferta, compre, só hoje, dentre outras. Além disso, cuidado com o uso excessivo de sinais de pontuação como exclamações ou interrogações. Veja abaixo algumas saídas mais interessantes para seu assunto:
-Chegou por aqui (para falar de novidades da sua loja)
-Lançamento da semana
-Você tem pouco tempo para aproveitar

4- Inclua números ou percentuais

Chamar a atenção dos clientes com números relevantes é uma ótima estratégia para seus assuntos. Abaixo temos alguns exemplos de como usar os números ao seu favor:

– 3 looks para você arrasar nessa sexta-feira
– 3 passos para a maquiagem perfeita
– Cê acredita? Toda a loja om 45% off! :O

5- Gere curiosidade

Se você tem apenas 3 segundos para chamar a atenção, que tal aproveitar o tempo para criar uma curiosidade no seu cliente para que ele abra o e-mail? Temos vários exemplos super legais usados por grandes marcas, que tornam o assunto inusitado aumentando consideravelmente taxas de abertura e cliques. Veja alguns exemplos:
-Por essa eu não esperava (para falar de ofertas, por exemplo)
-O presente que você queria está aqui (brindes, ofertas..)
-Se estiver indeciso…abra!
-Faça um golaço (para falar de promoções ou aquisições de pacotes)
-O maior espetáculo do planeta (para falar de ofertas)

6- Atente para o fato de que seu cliente deve perceber o quanto é importante para seu negócio.

Tente passar esse sentimento através de frases que gerem uma afeição maior pela sua marca. Veja alguns casos:

-Estamos sentindo sua falta…
-Volta pra mim! Estou com saudades
-Saudades do tempo que éramos próximos
-Pro meu melhor cliente, um presente especial
-Hoje é seu aniversário, vamos comemorar juntos?

Essas dicas vão ajudar a tornar os seus assuntos mais atrativos para os seus clientes. Mas todo esse esforço precisa ser mensurado, e essa mensuração pode te ajudar a continuar seguindo uma “linha” de assuntos ou a mudar para outro estilo dependendo da reação dos seus clientes. Mas lembre-se: Não existe receita de bolo. Precisamos entender o que melhor encaixa para seu público e fazer testes constantes.

Coca-Cola lança refrigerante transparente de baixas calorias

A Coca-Cola lançou uma bebida transparente e sem calorias no Japão, apropriadamente chamada de Coca-Cola Clear, que começou a ser vendida no país ontem.

Inicialmente, a Coca-Cola Japão criou o conceito para atrair os consumidores japoneses que desejam bebidas novas e inovadoras durante o verão, e a bebida foi desenvolvida ao longo de um ano na sede da Coca-Cola nos EUA.

A bebida não possui os aromas de caramelo que criam a icônica cor preta / marrom das bebidas tradicionais da Coca-Cola, já que o ingrediente não pode ser usado para uma bebida transparente.

De acordo com a Coca-Cola, mais de 50 receitas diferentes foram testadas antes que a receita final da Coca-Cola Clear fosse formulada, e a adição de suco de limão permitiu a criação de uma bebida sem calorias capaz de equilibrar doçura e acidez para criar o gosto ideal.

A bebida também é embalada em garrafas transparentes de 500ml e 280ml, com rótulo transparente, para ressaltar que a nova bebida é completamente transparente.

Este novo lançamento é a mais recente inovação introduzida no país pela Coca-Cola, após a introdução da primeira bebida alcoólica da empresa no mês passado, bem como o lançamento das bolsas Coca-Cola Frozen e da Coca-Cola Peach no início deste ano.

Fonte: FoodBev Media

Fake News estão cada vez mais presentes na mídia

Ela está sendo disseminada com a velocidade que você levou para ler essa frase. A Fake News ganhou repercussão mundial quando foi apontada como artimanha na corrida eleitoral norte-americana em 2016, na qual, Donald Trump venceu a então favorita Hillary Clinton. Desde então, uma intensa investigação e debates surgiram na web e fora dela:

Existe alguma forma de conter a disseminação de matérias mentirosas na internet?

No Brasil, o debate ganhou impulso em uma matéria com quase 20 minutos de duração exibida dentro da revista eletrônica da Rede Globo, o Fantástico. Nela, o correspondente internacional Felipe Santana invocou pesquisadores, um praticante profissional da Fake News, acadêmicos e estudantes de universidades brasileiras e até o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, para falarem sobre o tema.

A importância dada ao assunto não é à toa. Quase todos que navegam com grande entusiasmo pela internet, desde redes sociais até sites de busca, já devem ter visualizado notícias curiosas e com forte apelo emocional ou político e tido vontade de ler e até compartilhar. Infelizmente, são poucos que checam as fontes da maneira correta, impulsionando ainda mais as postagens ilícitas.

Como a reportagem mostrou, as chamadas fake news são rapidamente compartilhadas e espalhadas, com a ajuda de robôs. Essa automatização faz com que notícias e informações falsas ganhem uma repercussão intensa, tal como uma notícia real quando viraliza na grande rede.

A matéria revelou que, segundo a Universidade de Oxford, mais da metade do tráfego da internet é feito por bots – programas que simulam ações humanas repetidas vezes e de maneira padrão. Dessa forma, esses bots são capazes de fazer um tema se transformar em tendência, espalhando boatos.

Todavia, os criadores da Fake News também tomam cuidados para mascarar ainda mais as mentiras, como copiar a estética de páginas que pareçam de portais de jornalismo profissional para, assim, abrigarem as falsas notícias.

Leis x censura

A questão da Fake News, além de polêmica, possui um viés delicado quando se propõe sua proibição. Afinal, qualquer medida radical para conter a livre disseminação de informação no ambiente virtual pode abrir precedentes para a censura. Pelo menos é isso que uma discussão no Congresso Nacional acabou concluindo.

No debate, foi apresentado um anteprojeto de lei para combater as Fake News. O texto estabelecia a retirada de conteúdo de sites, porém não mencionava a necessidade de autorização da Justiça.

Formado por representantes da sociedade civil, das empresas de rádio, televisão, imprensa escrita, entre outros, mas sem a participação de deputados e senadores, o Conselho de Comunicação Social do Congresso terminou preocupado com alguma ação contra a liberdade de imprensa.

O presidente do conselho, Murillo de Aragão, entregou uma nota técnica elaborada pela consultoria legislativa, autora do projeto, com um recuo em relação ao texto original. A retirada de qualquer conteúdo de fake news dependerá de decisão judicial, seguindo o que está previsto na lei.

APP pode ser fundamental para conter a Fake News

Não é à toa que a presença digital de meios de comunicação precisa, o quanto antes, ampliar a eficácia e chegar diretamente ao leitor que está sedento por informações de credibilidade. Para isso, investimento em serviços personalizados e com garantia que são de fonte primária, deveria ser prioridade no setor.

Essa é uma oportunidade de ouro para veículos de comunicação que são profissionais, ganharem de vez a credibilidade do leitor. Com essa grande disseminação de boatos, as pessoas tendem a buscar informações em portais que usem plataformas seguras e oficiais.

A Mundiware, empresa de tecnologia especializada em sistemas digitais para jornais, oferece a criação de apps ideais para a publicação e disseminação de postagens aos usuários. Isso garante ainda mais segurança e credibilidade para a empresa jornalística, além da possibilidade de aumento da audiência fidelizada.

O serviço FastNews, desenvolvido pela empresa, é ideal para o jornal ou revista apresentar conteúdo próprio e original de forma instantânea aos seus usuários. O aplicativo disponibiliza diversos benefícios para os leitores e ainda apresenta o push como ferramenta de acionamento para o leitor. Tudo prático e dinâmico, como a informação deve ser difundida em diversos dispositivos móveis

YouTube Acaba com a farra dos pequenos canais

O Google, acaba de informar, através de coletiva à imprensa que o YouTube sofrerá remodelações em seu programa de parceiros. A partir do dia 20 de Janeiro pequenos canais com poucos inscritos ou poucas visualizações, não serão elegíveis para monetizar os vídeos.

Até agora, qualquer canal podia monetizar os vídeos e o dono do canal podia receber desde alguns centavos até valores na casa do seis dígitos.

Com a nova determinação, apenas os canais com mais de 1000 inscritos e mais de 4.000 horas de visualizações nos últimos 12 meses terão direito a monetizar seus vídeos. Em uma conta rápida, chegamos a 11 horas de visualizações por dia. Assim, canais pequenos poderão continuar utilizando a hospedagem gratuita do YouTube sem, no entanto, receber nada pelas exibições.

Trabalho da Professora Priscila Escobar é selecionado entre os melhores em Congresso Internacional de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade de Taubaté acaba de publicar nota selecionando os melhores trabalhos apresentados durante o o VI CICTED – Congresso Internacional de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento.

Entre os melhores trabalhos consta o da Professora de Administração e Marketing do Centro Universitário Eniac, Mestranda na Unitau, Priscila Cristiane Escobar Silva.

Com a orientação da Dra. Letícia Maria Pinto da Costa, o trabalho, cujo tema é “As TIC na educação: concepções docentes e discente sobre as ferramentas digitais Google for Education” foi selecionado entre os melhores na categoria PP&I – Projeto de Pesquisa e Inovação

A premiação ocorrerá no Campus da UNITAU, no dia 30 de Novembro às 18:00.

Parabéns à professora Priscila de toda a equipe do Blog do Portal do Marketing